Publicidad

Aumentam expectativas de alta do PIB e Inflação para 2010.

Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central, voltaram a elevar a estimação sobre o crescimento econômico do Brasil este ano, de 5,47% para 5,5% quando so um mês atrás a projeção foi de um 5,3%.

O boletim Focus, da autoridade monetária brasileira, elevou também suas previsões inflacionárias e as coloclou em 4,86% anual, contra os 4,80% estimados da semana passada e 4,6% projetado um mês atrás, indicou a agencia Brasil.

Entanto o prognostico de expansão da atividade industrial, o vaticínio dos analistas passou de 8,55% da semana passada para 8,41% neste relevamento.

A projeção sobre o Índice de Preços ao Consumidor Amplio (IPCA) esta por cima do centro da meta de inflação para o global do ano, de 4,5%

A meta tem uma margem de dois pontos percentuais de variação para cima ou para baixo e o Banco Central utiliza como instrumentos de controle a taxa básica de juros (Selic).

Quando o BC considera que a trajetória da inflação e ascendente e que a economia esta por demais aquecida, aumenta os juros básicos para frear o descontrole, e isso o que se espera que a Selic faça este ano, apenas o Copom decida seu aumento.

A expectativa e que as taxas aumentem dos 8,75% atuais para 11,25% para fins de 2010.

O boletim da Focus, também projeta um alça no Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI), que passará a 5,58% contra os 5,51% previstos anteriormente.

Na sua vez, o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP.M), passou de uma estimação de 5,26% para 5,30%

Em tanto, o prognóstico para este ano, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), em tanto aos preços administrados (serviços monitorados como combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, saneamento, educação, transporte urbano coletivo, entre outros) passou de 3,55% para 3,6%.

Publicidad