Publicidad

Economia brasileira fica morna no mês de abril

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

O fim dos impostos menores sobre veículos e eletrodomésticos, o aumento nas taxas de juros e os cortes feitos pelo governo em seus gastos fizeram com que a economia brasileira crescesse menos em abril. noticia_12632120444b4b160c2502c

A atividade econômica do país variou 8,8% no quarto mês do ano na comparação com o mesmo mês do ano passado.

O estudo do PIB mensal (Produto Interno Bruto, soma de todas as riquezas produzidas do país), divulgado nesta segunda-feira (28) pela consultoria Serasa Experian, mostra que a variação é menor do que a registrada em março, quando o crescimento havia sido de 9,3% (a maior alta desde abril de 1995).

Entre março e abril deste ano, o crescimento da economia foi de 0,1%. Os economistas da Serasa explicam que o país vai desacelerar a partir do segundo trimestre do ano, refletindo a política do governo para conter a inflação e controlar o consumo do brasileiro.

– A retirada dos estímulos fiscais à aquisição de veículos e outros bens duráveis, a implementação dos cortes orçamentários anunciados pelo governo federal e os efeitos da elevação dos juros básicos posta em prática pelo Banco Central deverão impor um ritmo mais brando de crescimento da atividade econômica.

Levando em conta somente os três meses entre fevereiro e abril, a produção nacional variou 2,4%. De janeiro a março, esse crescimento havia sido de 2,7%. Em 12 meses (de maio de 2009, ápice da crise, a abril passado), o crescimento foi de 3,4%.

– O resultado ainda segue prejudicado pelo período recessivo do início de 2009.

Dos setores pesquisados, somente o agropecuário aumentou a produção em abril de 2010 (crescimento de 3,7% frente ao mês de março). O setor industrial recuou 1,8% e foi o maior responsável pela desaceleração do crescimento. Os serviços recuaram 0,1% e também contribuíram para enfraquecer o avanço da economia.

Publicidad