Publicidad

Inflação e Selic permanecerão estáveis

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

O mercado elevou a previsão para a inflação oficial, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), neste ano para 5,32%, um pouco acima da estimativa anterior (5,31%), segundo o relatório Focus divulgado nesta segunda-feira, 3, pelo Banco Central.

De acordo com o professor de economia da FGV-EAESP (Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas) Evaldo Alves a alta da projeção de inflação foi motivada pelo aumento dos preços dos alimentos e também pela aceleração do déficit público.”

Sobre as expectativas para a inflação em 2011, Alves prevê estabilidade. “Apesar de o último índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) ter sido de 6,24% em relação ao ano de 2010, na medição de dezembro foi de 0,72% em contraposição a 1% relativo a novembro. Portanto, os primeiros sinais de desaceleração começam a surgir. No entanto, alguns serviços como saúde e cuidados pessoais, despesas diversas, artigos de higiene e mensalidades para TV por assinatura apresentaram alta significativa. O resultado final será o de manutenção de pressão inflacionária.”

Em relação à expectativa para o valor da taxa Selic em janeiro, Alves acredita que “a tendência será de manutenção pelo menos na primeira reunião”.

Sobre as medidas que o governo deve tomar para conter a inflação e o aumento significativo da Selic, Alves destaca que “algumas medidas já foram tomadas antes da posse do novo governo, como o aumento do compulsório dos bancos e do IOF para os investimentos especulativos. As demais medidas deverão estar voltadas para o controle do déficit público e do aumento de preços no setor de serviços, que é formado principalmente por concessões do setor público.”

Fonte: Portal Fator Brasil

Publicidad