Publicidad

Selic maior eleva juros e limita ganho

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

A deterioração recente das expectativas de inflação doméstica reforçou no mercado de juros a aposta de alta da Selic no curto prazo, o que levou os agentes a adicionarem mais prêmios às taxas dos contratos na BM&FBovespa.

Os ajustes de alta foram maiores nos contratos que vencem em 2011, mas os vencimentos até 2014 também subiram, a despeito do desempenho mais fraco que o esperado da produção industrial brasileira em outubro e da desaceleração do IPC-Fipe em novembro.

Levantamento do AE Projeções mostra que os agentes acreditam em sua maioria que o juro básico deve começar a subir em janeiro. Contudo, uma minoria não descarta eventual elevação da taxa na reunião do Copom já na semana que vem, e essa possibilidade ajudou a limitar a alta da Bovespa, em comparação com os ganhos na faixa de 2% dos índices na Europa e em torno de 1% em Nova York.

O ânimo lá fora foi garantido por nova rodada de indicadores favoráveis da economia norte-americana e um aumento das vendas das varejistas em novembro acima do esperado. A expectativa pelo relatório de emprego norte-americano de novembro, que sai amanhã cedo, também ajudou a inibir uma alta maior da Bolsa brasileira.

No câmbio, o apetite por risco deprimiu o dólar, enquanto o euro subiu com as declarações do presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, de que a autoridade monetária vai adiar o encerramento das suas medidas especiais de liquidez e que o programa de compra de bônus ”prossegue”, sem dar detalhes. O dólar no balcão foi cotado a R$ 1,7020 (-0,35%).

Fonte: Estadao

Publicidad