Publicidad

Taxa de Juros I

Em geral, denomina-se taxa de juros a percentagem de capital o principal, expressado em centésimas, que se paga pela utilização deste em uma determinada unidade de tempo (normalmente um ano).

juros (1)

A taxa de juros corrente ou de mercado se calcula fundamentalmente atendendo a relação entre a oferta e a demanda de dinheiro e a demanda das pessoas na procura de empréstimos ou créditos.

Quando a oferta de dinheiro disponível para investimento aumenta mais rápido que as necessidades das pessoas, os tipos de juros tendem a baixar. Analogamente, os tipos de juros tendem a aumentar quando a demanda de fundos para investir cresce mais rápido que a oferta de fundos disponíveis a que se enfrentam estas demandas.

Retomando o assunto que nos entende, a existência de três classes diferentes de capitalização requer o emprego de diversas taxas de juros que se amoldem a cada classe em particular, definindo as mesmas a partir de supostos estabelecidos previamente.

Assim encontramos:

I. Capitalização Periódica

Taxa Nominal (i): Conhecida também como tanto por um ou simplesmente como taxa de juros, e a ganância que gera um capital de $1 em um ano; ou seja, e igual a centésima parte da razão ou tanto por cento (ganhos produzidos por um capital de $100 em um ano).

Também podemos definir como a taxa de juros anual que e valida durante o lapso que dure a operação financeira, isto quer dizer que a capitalização se produz no período em que esta indicada à taxa.

Generalizando, quando o tempo n e o período em que esta expressada a taxa i coincidem com a capitalização, se diz que a taxa i e nominal.

A mesma aparece na formula de monto em juro composto M1 = C (1 + i) n.

Taxa efetiva (i’): Este e o tanto por um que, aplicado em um capital C em n periodod, produz um monto M2 igual ao que se obtém utilizando a taxa proporcional m veces em cada um dos m períodos com capitalização subperiodica.

Aparece na formula de monto M2 = C (1 + i’) n, de forma que M2 = M3. Partindo desta ultima igualdade, podemos expressar a taxa efetiva em função da taxa proporcional.

M2 = M3

C (1 + i’) n = C (1 + i/m) n m

1 + i’ = (1 + i/m) m (Simplificamos C y n.)

i’ = (1 + i/m) m – 1 (Despejamos i’.)

Publicidad
Comments are closed.