Publicidad

Volatilidade empurra multimercados

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

A volatilidade do mercado financeiro aumentou o atrativo dos fundos multimercados, que permitem aos gestores definirem as melhores estratégias para rentabilizarem o patrimônio dos clientes. juros (1)

Enquanto a maioria dos tipos de fundos encerrou maio com saída líquida de recursos, os multimercados registraram captação líquida de R$ 4,2 bilhões no mês passado, em sua maior parte concentrada nos clientes corporate.

No total, a indústria de fundos registrou captação líquida de R$ 1,8 bilhão, consequência de R$ 166,4 bilhões de aplicações e R$ 164,6 bilhões de resgates. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

"O movimento de maio representa uma repetição da migração registrada em outros momentos de elevação dos juros, em que os investidores procuram garantir rentabilidades melhores em um veículo de investimentos menos arriscado", explica Marcos Crivelaro, professor de finanças da faculdade Fiap.

De acordo com o levantamento, apesar do ingresso líquido observado nas três primeiras semanas do mês ter sido superior à média registrada nos últimos quatro anos para o mesmo período, a última semana registrou resgate líquido de R$ 16,1bilhões. O movimento foi concentrado em fundos específicos de clientes corporate e poder público, revertendo quase toda a captação das semanas anteriores.

Os fundos de renda fixa perderam R$ 950,1 milhões no mês, os DI, R$ 747,7 milhões, e os de ações tiveram captação negativa em R$ 573,4 milhões. Os especialistas acreditavam que, com o aumento da taxa básica de juros, a categoria renda fixa receberia mais aplicações, porém, a expectativa não se materializou até o momento. Os DI compram títulos públicos atrelados à Selic e se a taxa sobe, o rendimento sobe também cresce.

As demais categorias, com exceção de Dívida Externa, Previdência, Participações e Exclusivos Fechados, registraram resgates líquidos, resultado também influenciado, em parte, pela incidência do "come cotas". "Diante dos efeitos da piora do cenário externo sobre o segmento de renda variável, os fundos de ações registraram resgates líquidos já a partir da segunda semana do mês, concentrados principalmente no segmento de varejo", explica a Anbima.

No ano, a indústria registra ingresso líquido de R$ 35 bilhões, valor 6,4% superior ao observado no mesmo período de 2009. O resultado acumulado em 2010 é o maior dos últimos dois anos, com destaque para as categorias Renda Fixa (R$ 24,2 bilhões) e Curto Prazo (R$ 6,8 bilhões) e se deu de forma pulverizada, ou seja, a captação líquida ocorreu em uma grande quantidade de fundos. O patrimônio líquido do mercado doméstico é de R$ 1,441 trilhão. O Brasil fechou abril com 9.261 fundos de investimento. O patrimônio dos fundos off-shore soma R$ 56 bilhões e 93 carteiras. O patrimônio dos fundos off-shore soma R$ 56 bilhões e 93 carteiras.

Fonte: Anbima

Publicidad
Comments are closed.